sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Desabafo e a espera de sorte



Preciso de sorte para realizar o meu sonho.
Um pouco de sorte, um pouco de coragem.

Há em mim nesse momento foco e disciplina, mas para que haja a parte mais importante, eu preciso de sorte.
Para poder conseguir a resposta tão esperada, eu preciso de sorte.

Estou ansiosa, muito ansiosa, mas sei que isso se deve ao fato de que parte da minha conquista depende da decisão de alguém, depende de boa vontade e de sorte.

Existem momentos assim, onde precisamos de outros e também de sorte.
O que depende de mim eu posso garantir, e para o que não depende é necessário sorte.

Tantos minutos de espera, tantas vezes desejada.
Mas para aguentar esperar até que eu saiba a resposta do professor que eu quero que me oriente no mestrado em Botânica, eu preciso de um pouquinho de calma e também de sorte.

Boa Sorte! Confio em você.

AE.06/11/2009

domingo, 1 de novembro de 2009

Amo tanto você.



Amo tudo que podemos fazer juntos.
Amo todas as vezes que podemos crescer.
Amo te amar assim, porque sei que é real.

Amo a confiança que me dá.
Amo saber que te admiro da mesma forma que me admira.
Amo nossas trocas e o que acrescentamos um na vida do outro.

Amo a forma como fazemos planos.
Amo a maneira como estamos juntos.
Amo o quanto podemos construir estando assim.

Amo o futuro que terei ao seu lado.
Amo seus carinhos.
Amo o jeito que fala comigo.

Amo o que me faz sentir.
Amo poder te fazer feliz.
Amo a forma como respeitamos nossos espaços.

Amo as pequenas coisas que fazemos.
Amo os grandes significados que estas coisas possuem.
Amo quando rimos juntos.

Amo te sentir quando não te vejo.
Amo saber que é assim para você
Mas acima de tudo...

Amo saber que não preciso esperar, pois sei que somos tão parecidos, que quando nossos olhos se encontrarem nossos corações se reconhecerão.

AE.01/11/2009


A quem a alma se reconhece escrevendo, está condenado permanecer assim a vida inteira. Não dá para parar. (AE)