sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Final de ano


Sentimentos e sensações a flor da pele. Todo mundo numa correria só para que tudo saia como esperado.
Um cheiro diferente, uma expressão diferente. Algo para todos os dias, apenas numa época do ano.
Isso faz com que eu pense: “Será que se todos os dias fossem assim, sempre seria especial dessa forma?”
Esperamos essa época por saber que muito de todos os gestos e sentimentos bons estarão por toda parte nesses dias, casas são enfeitadas para celebrar, tudo com um toque especial, e que bom que é assim, uma época para refletir, decidir, agir, perdoar, interagir, compartilhar, abraçar, abraçar e abraçar.
Sentimentos bons que não queremos somente para nós se fazem necessários aqui fora, se torna necessário que de alguma forma toquemos as pessoas e que elas de alguma forma toquem em nós.
Alguns mantêm esse espírito o ano todo, outros precisam de uma data, mas não duvido que haja as exceções. Em tudo e em todos os lugares sempre há.
Observando todo esse ritmo consigo imaginar o que cada embrulho pode conter, o sente cada coração de cada pessoa que cruza comigo na rua. Consigo perceber a vibração do que cada criança anseia receber do papai Noel e o alívio que cada adulto sente ao encerrar mais um ciclo, ao sentir que mais um ano de luta se foi e agora mais um ano de esperança se inicia.
Hoje em meio à correria quis parar e escrever, hoje que me sinto tão as flores eu, vim aqui manifestar o meu profundo desejo que tenhamos sempre saúde, sonhos e paz.
A cada pessoa que conheço, a cada pessoa que não conheço, quero que possa sentir toda a magia que há em uma época tão especial. Assim como cada um de nós.