terça-feira, 1 de outubro de 2013

Certezas incertas


Sabe o que me faz sorrir e me alivia? As certezas que eu trago comigo.
E a mais evidente delas é o fato de que nada nessa vida é exato.
Um desabrochar precoce ou quando já se achava não mais ser possível, um fruto cair antes de madurar e mesmo vistoso não ser suculento. É quando é primavera dentro de mim mesmo quando fora algumas coisas indicam que ainda é outono.
Contemple a vida, as pequenas e sublimes coisas com a certeza de que nada é certo e tudo pode acontecer.

AE.01/10/2013-AE.